Amor

O jeito como ele me olha, me toca, me respira, inspira. Nunca senti antes. Como nos tornamos um só, como não resistimos um a presença do outro. Como nos entregamos. O jeito como isso tudo me dá segurança pra me entregar e medo pra duvidar. Esperar a cada passo um infortúnio tropeço que nos desentrelace, nos desamasse e faça com que nos desamemos. Ele é a minha maior segurança e também minha maior dúvida, porquê em mim já se faz amor, sem a hipocrisia de falar em dimensões catastróficas, mas já se faz amor.

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas